Inspirassion

Escolha Palavras Elegantes
Metáforas para  lua

Metáforas para lua

a lua é o archanjo consolador que presta um ouvido compadecido aos lamentos da humanidade.

A lua batia nas arvores,

A lua não é tão bella Nem a luz do sol tamanha;

Campeia a lua com sinistra luz;

Por traz de vós, a lua é bem uma caveira!...

Assim, por exemplo, algumas pessoas muito de bem, sustentavam que a Lua era um antigo cometa, que no percurso da sua orbita alongada em volta do Sol, tinha vindo a passar proximo da Terra que o retivera no seu circulo de attracção.

Mas, como era então Junho e a lua crescia, Gonçalo determinou por fim aproveitar as sensações de calor, luar e arvoredos, que lhe fornecia a aldeiapara levantar, logo á entrada da sua Novella, o negro e immenso

E depois attenda; a lua de mel é um cyclo que devia deixar de existir no casamento; o bom senso e a boa educação protestam contra ella!

A Lua descubro, e vejo os mares,

como a lua desenrola graciosamente o seu manto luminoso sobre as alamedas desertas do esplendido jardim!

Mas a larangeira baloiçava-se e deixava cair uma chuva de perfumes, o rouxinol redobrava de gorgeios encantadores, os ramos da roseira prendiam-se, ao perpassar, no parapeito da janella, e deixavam ficar as suas rosas de cem folhas, purpureas e embalsamadas, a mirarem curiosamente o meu quarto; a lua desprendia indolentemente dos hombros o seu manto de luz, arrastava-o no firmamento, e eu caía desanimado na cadeira.

e se o mesmo corpo fosse transportado para a distancia de duzentos e cincoenta e sete mil quinhentas e quarenta e duas milhas, ou o que é mesmo, á distancia a que está a Lua, o seu descenso ficaria reduzido a meia linha, proximamente, no primeiro segundo.

Havia, ainda, os idus (idos, em português, significando "meados") e nonas (originalmente dias em que a lua estava na metade de sua fase crescente).

Ele descobriu que diferente da opinião geral da época, a Lua não era uma esfera completamente lisa, mas na verdade possuía elevações e depressões em forma de xícara, essas últimas batizadas por ele como crateras.

E se não se tem levado mais longe o poder de augmento dos telescopios é que a amplificação cresce na rasão inversa da clareza, e porque a Lua, que não é senão um espelho de reflexão, não emitte luz bastante intensa para que possa admittir amplificações que vão alem do limite que indiquei.

Lua era o general em chefe Macdonnell.

A lua é a hostia branquinha, Onde está Nosso Senhor:

A lua de mel é uma mentira; não existe, ou, se existe, não deve de modo nenhum existir, o que vem a dar na mesma.

pelo lado da preponderancia politica, e pelo da civilisação. Discutiam se a Lua era um mundo acabado, ou se estaria ainda em via de transformação.

O sol é considerado a fonte da vida, da luz e da abundância, a lua é objeto de veneração pelos buriatas.

Têr côr pálida: a lua palideja.

Têr côr pállida: a lua pallideja.

Nem tambem a lua pára:

Lua de mel á portugueza...

É provável que as luas internas de Urano estejam em um processo contínuo de destruição e formação, com novas luas sendo formadas na mesma taxa em que elas são destruídas.

A lua vai saí e eu girá.

Nas ondas se atufára o sol radioso, E a lua succedêra, astro mavioso, De alvôr banhando os alcantis das fragas...

A lua surgia, magnificamente clara, quando Infandós appareceu, com todas as suas plumagens e armas de gala, acompanhado de vinte guerreiros, para nos escoltar a palacio.

Quando descoberto, Hidra era um pouco mais brilhante que Nix, e por isso pensava-se que Hidra era 20% maior que a outra lua, mas outras observações revelaram que as duas luas são praticamente do mesmo tamanho.

A lua, terna amiga dos mortos, não virá beijar por entre a rama negra dos cyprestes, a brancura da tua campa.

mas, quando a lua illumina a terra com a sua doce luz, ouvimos então no espaço vagos canticos de saudade, suspiros de virgem enamorada, canto de pescador que se perde ao longe nas ondas, toada de pegureiro, que vem desfallecida expirar no nosso ouvido, intimas melodias, que nos dizem:

A lua estava tão triste!...

As estrellas são os candelabros de oiro, que ardem constantemente diante do throno do Altissimo; a lua é a urna argentea onde se transformam as lagrimas dos que soffrem em perolas, que os anjos entornam no regaço do Omnipotente.

A lua é a nossa vacca, ó Maria!

As luas irregulares estão em vermelho, laranja ou cinza.

Supondo-se mesmo que mantivesse a sua velocidade, não poderia chegar antes de metade de um dia, muito depois do crepúsculo, depois que a lua estivesse no zénite.