Inspirassion

Escolha Palavras Elegantes
[[pattern.intro.replace(',','')]]. Saber mais
Exemplos de frases com  nevar

Exemplos de frases com nevar

Pouco mais é de meia-noite, e os topos nevados do Vindio recortam o chão estrellado do céu limpo, semelhantes aos dentes de uma serra gigante capaz de dividir cêrceo o hemispherio austral do hemispherio boreal.

Madrugada de fevereiro, nevava...

A neve cessara;

Os grandes castanheiros despidos, cheios de neve até ao alto, faziam-lhe mais viva e mais cortante aquella impressão de frio.

O chão estava coberto de neve;

Maquiando uns saccos, o moleiro explicou ainda que o homem alvorara muito cedo, debaixo de neve, sem ao menos dizer obrigado.

A nevar, e deixa-se assim um innocentinho, embrulhado em dois farrapos, na soleira de uma porta!

lançou-se por terra, de joelhos sobre a neve, as mãos erguidas, impetrando a chorar que lhe dessem o seu filho...

Mas não foi preciso; que o José Thomaz, sempre de joelhos sobre a neve, foi para ella de mãos postas humilde como um rafeiro...

Como se fôra uma chuva de petalas, do céo de madreperola a neve cahia mais densa...

Sobre o Carmello sorria uma brancura de neve;

Seria a mesma que vira um dia, resplandecendo sumptuosamente ao sol de Nizam, com as torres formidaveis, o Templo côr de ouro e côr de neve,

Forrei a madeira de chita azul, comprada na Via Dolorosa; fiz fôfo e dôce o fundo do caixote com uma camada d'algodão mais branco que a neve do Carmello; e colloquei dentro o adoravel embrulho, sem o remexer, como Topsius o arranjára, no seu papel pardo e no seu nastro vermelhoporque estas mesmas dobras do papel vincadas em Jerichó, este mesmo do nastro atado junto ao Jordão, teriam para a snr.^a D. Patrocinio

O bom frade, risonho na sua barba de neve, bateu-me no hombro, chamou-me seu filho, lembrou-me que se fechava o Santo Horto e que lhe seria grata a minha esmola...

Sobre a candidez das rendas lavadas, entre a neve fresca das cameliasas tunicas dos Santos, azues e vermelhas, com o seu lustre de sêda, pareciam novas, especialmente talhadas nos guarda-roupas do céo para aquella rara noite de festa...

Subitamente, oh maravilha! do tosco caixilho com borlas irradiaram tremulos raios, côr de neve e côr d'ouro.

E essas almas fluidas que ella traz comsigo, Talisman da crença, magico poder! Frias como a neve vem do seu jasigo,

Lugubres desertos de mudez e neve, Bategas de brasas, turbilhões de soes!

Quando os lobos uivam, quando a neve cae, Que infinitos sustos n'uma tal morada, Para debil virgem tão desamparada

fragancia, Branqueadinho a neve e doiradinho a sol!

A neve cae, fria d'arminhos...

Dorme de costas, cavador, ao luar, ao luar de neve!...

Pégo em seus dedos nevados, E querendo dar-lhe hum beijo, Cubrio-se todo de pejo, E fugio-me com a mão.

Os dentes nevados,

Grossos beiços encarnados, Pescoço, e peitos nevados, Negros e finos cabellos;

Reguem vergeis com sangue de Iscariote ou com sangue de Christo, e os lyrios inocentes (estranha inocencia!) desabrocharão, egualmente candidos e nevados.

Chovera e nevara depois, durante muitos dias.

Com um vestido de velludo preto, de cauda, branca de neve, os imensos olhos de velludo molhado, que o fulgor do genio rejuvenescia no leve engêlho das póchas orbitarias, Carolina Coronado aos 82 annos era uma mulher alta e direita, de talhe esbelto, por ter ficado magra, e com dois bandós nas fontes, frizados e nevados, como esses que os retratos dão á rainha Izabel II nos seus ultimos annos de Paris.

O Beni, que como vimos, vai buscar sua origem dos picos nevados vizinhos de La Paz, ou mais longe ainda, conforme affirma Dalence, de perto de

Cahia uma neve friissima, transparente, e aggressiva como alfinetadas.

O fogo a arder dentro n'agua E ella fria de nevar!»

Gothard, lhe dissera que seria feliz se morasse no topo d'uma montanha, em casa imitante de outra onde pernoitára, e d'onde vira levantar-se o sol do seu leito de neve.

Á esquerda, no extremo horisonte, ficavam as corôas de neve da serra da Estrella, em frente, em toda a sua desdenhosa magestade, erguiam-se as serras da Louzã, as faldas bordadas de aldeias, de pinhaes e de campanarios, os píncaros despidos e negros, respirando, no ceu sereno e mudo, solidão e grandeza.

Veria pela primeira vez a luz n'um paiz branco, todo branco de neve.

É o melhor que tens a fazer, se não queres o teu coração gelado pela indifferença alheia, como a neve que nas montanhas alveja deante dos teus olhos sonhadores.

Da serra da Estrella vinha uma reverberação de neve immaculada e uma aragem fininha, aguda, que fazia bem.

No inverno apanhava a firme as chuvas, a neve, o vento e o frio.

Neve, brincar com a neve: colheita abundante.

Neve, brincar com a neve: colheita abundante.

louros enverdeçam, Heras, nevados lirios!

Passado o frio e a neve,

A geada de muitos invernos que lhe nevara no coração, ia desfazer-se aos raios do sol de melhores dias.

E o litterato, como a filha do infante lhe não contradissesse a linhagem realenga, nem lhe nevasse desdens sobre o coração ardente, pediu explicaçoens á mãe, que lh'as deu, senão lisonjeiras, inoffensivas do seu orgulho.

Enquanto a Rosa, depois de André partir, fazendo um colar dos seus braços nevados ao papá Germinal, cobriu-lhe de beijos as faces enferrujadas, e gorjeou-lhe ternamente ao ouvido: «Muito obrigada, meu bom, meu querido, meu adorado papázinho!»

E quando ria, deixava vêr, por detraz de dois labios nacarados que deviam ser dôces como favos de mel, duas filas de dentes brancos como a neve pura.

O Belbuth era apenas um miseravel, sem eira nem beira, possuidor dos farrapos que o cobriam e ganhos a trabalhar, tendo muitas vezes por habitação o ceu estrellado, sob o qual dormia, muitas outras vezes, entre dois lençoes de neve.

Fóra continuava a nevar sôbre a cidade muda.

Assim, na surprêsa de todas aquelas inesperadas aparições do Éden, reses, pastagens, montes nevados, imensidades radiosas, Adão solta roucas exclamações, gritos com que desafoga, vozes gaguejadas, em que por instinto reproduz outras vozes, e brados, e toadas, e mesmo o reboliço das criaturas, e mesmo o estrondo das águas despenhadas...

Ir-se-ha embranquecendo Com a frigida neve o sêcco monte;

Cair neve, nevar.

E, por debaixo dos longos bigodes brancos, brancos de neve, El-rei lambia os beiços.

Um sussurro monotono, cheio de casta poesia, a alma do gigante a segredar queixumes, beijando a praia com um amor voluptuoso, em beijos nevados, de espumosa prata; e abrindo sobre o largo as janellas da casa do Doutor, a namorarem a luz, a perfumarem-se das emanações iodadas das plantas marinhas, rasgadas ao alto, umas cortinas de cassa a toucarem-as pudicamente.

Á cabeceira da mesa estava o pae com os seus cabellos nevados, radeante d'alegria.

Bem como quis o Padre omnipotente, Que o fogo fez e o ar, o vento e neve,

o cacto purpurino E os nevados jasmins do Tormentoso.

Vae a saraiva embirrar com as seáras que o sol tisnou, e derrete-se a neve dos montes por cima dos valles que a chuva innundou ...

e no estio 70 a 80 apenas), grande o calor no fundo dos valles apertados, mas temperado nas alturas; intensos os frios hibernaes, que coroam de neve as montanhas e gelam a agua pelas baixas (12 a 15° temp.

e ella sem mostrar outro alvoroço de minha presença mais, que vestir de escarlata a branca neve de que parecia formado, me respondeu, perguntando se estava perto o lugar, e se era aquelle o caminho.

Não estou contra a vossa razão (acudiu Leonardo) mas parecem-me de forma os encarecimentos de que falaes, que todos, pouco mais ou menos, não sahem de certos limites; porque, em descendo da pedraria, os que são menos lapidarios empeçam em coral, marfim, porfido, alabastro, rosas, neve, ouro:

Para louvar (replicou Feliciano) não ha tantos caminhos como para ter affeição; porque logo daes com uma estrada Coimbrã, que é tão bella como o Sol, tão clara como a Lua, tão alva como a neve, tão loura como o ouro;

É que o maestro, desde que sahira as portas, estava cheio de idéas de viagens e de paisagens; queria vêr as grandes montanhas onde ha neve, os rios de que se falla na Historia.

De escolha rara e de um concerto fino, Onde visses o cácto purpurino E os nevados jasmins do Tormentoso.

Era o rei James V um joven rei feliz, Que de lendas de amor encheu todo o paiz Da sua bella Escocia, alcantilada e fria, Onde o seu coração a neve derretia.

Depois, esse clarão sinistro reverberou na terra: as cimas agudas, dentadas, tortuosas, alvacentas das fragas marinhas tinham-se abatido e livelado, como os cerros informes de neve amontoada, que, derretidos nos primeiros dias do estio,

Então com um guia procurei um caminho toda a noite; a cada instante a terra, ou antes a neve faltava debaixo de nós, ou os pés nos escorregavam.

Nada havia a fazer; todas as passagens eram cobertas de neve;

Garibaldi visitou-me no dia 20 de janeiro, no dia seguinte quiz partir para Rieti atravessando a montanha que estava coberta de neve e onde havia um grande numero de salteadores; os conselhos prudentes que lhe deram, a opposição dos patriotas não fizeram mais que reascitar o seu desejo de intrepido militar;

Pelo espaço de uma legua os cavallos caminharam sobre os nossos capotes que estendiamos diante d'elles, atravessamos em seguida uma planicie coberta de neve onde os cavallos se enterravam até aos peitos; para me aquecer apeei-me e fui saber da saude do general que cavalgava na minha frente com uma bota calçada e no outro uma meia de algodão.

Com effeito, abri os olhos e vi que o meu animal galopava n'uma planicie branca de neve, com uma ou outra montanha de neve, vegetação de neve, e varios animaes grandes e de neve.

Com effeito, abri os olhos e vi que o meu animal galopava n'uma planicie branca de neve, com uma ou outra montanha de neve, vegetação de neve, e varios animaes grandes e de neve.

Com effeito, abri os olhos e vi que o meu animal galopava n'uma planicie branca de neve, com uma ou outra montanha de neve, vegetação de neve, e varios animaes grandes e de neve.

Com effeito, abri os olhos e vi que o meu animal galopava n'uma planicie branca de neve, com uma ou outra montanha de neve, vegetação de neve, e varios animaes grandes e de neve.

Tudo neve; chegava a gelar-nos um sol de neve.

Tudo neve; chegava a gelar-nos um sol de neve.

Olhar sómente; nada vi, além da immensa brancura da neve, que desta vez invadira o proprio

A partir de Huaraz está-se próximo aos nevados Vallunaraju, Ranrapalca, Cayesh, Ishinca, Urus e Tocllaraju.

As avalanches de neve produzem-se quando é perdida sustentação para a neve.

As avalanches de neve produzem-se quando é perdida sustentação para a neve.

Assim, o que parece ser uma palavras diversa é apenas, por exemplo, o substantivo aput (neve) ou o verbo 'qanniq-' qualificados como: neve caindo, neve fofa, neve escura, neve com vento, etc.

Assim, o que parece ser uma palavras diversa é apenas, por exemplo, o substantivo aput (neve) ou o verbo 'qanniq-' qualificados como: neve caindo, neve fofa, neve escura, neve com vento, etc.

Assim, o que parece ser uma palavras diversa é apenas, por exemplo, o substantivo aput (neve) ou o verbo 'qanniq-' qualificados como: neve caindo, neve fofa, neve escura, neve com vento, etc.

Assim, o que parece ser uma palavras diversa é apenas, por exemplo, o substantivo aput (neve) ou o verbo 'qanniq-' qualificados como: neve caindo, neve fofa, neve escura, neve com vento, etc.

Assim, o que parece ser uma palavras diversa é apenas, por exemplo, o substantivo aput (neve) ou o verbo 'qanniq-' qualificados como: neve caindo, neve fofa, neve escura, neve com vento, etc.

As temperaturas começam abaixar rapidamente, mas não tanto como no inverno nem como para nevar.

Como as gravações ocorreram em uma pedreira aberta, Jones escreveu diálogos extra para caso chovesse ou nevasse.

Com os verbos que indicam fenômenos da natureza (meteorológicos), tais como: anoitecer, trovejar, nevar, escurecer, chover, relampejar, ventar.

Depois disso, seu pai disse que quando nevava quando ele era criança, o vilarejo virava uma arena de combate de bolas de neve.

Ele a encontra do lado de fora da delegacia e eles se beijam no meio da estrada, quando começa a nevar novamente.

Em zonas tropicais e equatoriais não existem, senão poucos nevados, e mesmo desses alguns estão prestes a desaparecer.

É um ataque usado por Sailor Mercury somente no mangá, é parecido com o ataque acima, porém cria uma tempestade de neve congelante.

É uma temperatura muito baixa, a ponto de em 16 de agosto de 2010 moradores registram queda de neve.

Existe nos nevados uma área específica de fusão ou de acumulação.

Na cidade não neva desde 1962, onde caiu neve fraca, na época normal, a partir disso a cidade sofreu um pouco com o clima deixando de chover no inverno, e impossibilitando de nevar nessa mesma época do ano.

No dia 27 de agosto de 2013, voltou a nevar com intensidade na cidade, com acúmulos superiores a 10 cm na maior parte do município.

O filme centra duas adolescentes, Allison Thompson (Hallee Hirsh) e Samantha Kwan (Song), que encontra uma máquina do tempo e fazer nevar em Los Angeles.

Os nevões, porém, não são tão frequentes como outrora: os mais idosos relatam verdadeiras e frequentes tempestades de neve na aldeia, sendo que, actualmente, não chega a nevar em alguns invernos.

Por norma, pelo menos uma vez por ano costuma nevar nesta serra, mas podem existir anos onde não haja nenhuma nevada.

Quando o primeiro refrão da canção termina, ele começa a nevar.

Raramente pode nevar na cidade.

Sua capital, Altaforja, foi esculpida pelos próprios anões nos picos nevados de Khaz Modan.