Inspirassion

Escolha Palavras Elegantes
Exemplos de frases com  sino

Exemplos de frases com sino

Parece-me um sino a tocar a defuncto.

Muitas vezes espantava-me de que se conservasse assim engolfado em seus pensamentos até que o sino das ave-marias o vinha despertar; e na minha alegria da infancia, vendo-o tão triste e carrancudo, pensava comigo, que o padre prior se ía tornando com a idade tonto e aborrido.

O sino é um instrumento accorde com as vastas harmonias das serras e dos descampados.

Assim como o orgão foi feito para reboar pelas arcarias profundas de uma cathedral gothica, para vibrar na atmosphera mal alumiada pelas frestas estreitas e ogivaes, do mesmo modo o sino foi perfilhado pelo christianismo para convocar os seus humildes sectarios occupados nos trabalhos campestres.

Quando se associou o sino ao culto?

O sino, tornado cortesão e fidalgo, é semelhante ao orgão trazido para o aposento do baile, ou, o que vale quasi o mesmo, para essas salas ao divino, bonitas, vaidosas, douradinhas, que insensatos edificam para as admirações de parvos.

, o moço do moleiro cantarolava, imitando os sons de um sino, ou antes de um tacho, a musica horrendamente aleijada, esfarrapada, assassinada do dueto de Assur e Semiramis:

Uma pancada retumbante e sonora no sino grande, a qual se repetiu lentamente algumas vezes, foi como um mensageiro, despedido por montes e valles, a annunciar um dia de repouso e folgares para o homem do campo, curvado sob o sol ardente nas ceifas e mais trabalhos ruraes do estio, durante os longos dias de trabalho.

e não mais tornara a ouvir, de manhã, tocando á missa d'alva, tangendo á tarde a Ave-Marias, o seu querido e alegre sino d'aldeia...

Um sino lento tocava á missa;

Um sino dobra em mim, Ave Marias!

Um sino lento tilintava na doçura cinzenta da tarde.

E este ennegrecimento dos montes que se embuçam em sombra; os arvoredos emmudecendo, cançados de susurrar; o rebrilho dos casaes mansamente apagado; o cobertor de nevoa, sob que se acama e agasalha a frialdade dos valles; um toque somnolento de sino que rola pelas quebradas;

Cedo, por uma manhã, levemente enevoada, os oito caixões pequeninos, cobertos d'um velludo vermelho mais de festa que de funeral, com molhos de rosas espalhados, contendo cada um o seu montesinho d'ossos incertos, sahiram aos hombros dos coveiros de Tormes e dos moços da quinta, da Egreja de S. José, cujo sino leve tangia, na enevoada doçura da manhã,quanto fina e levemente!como pia um passarinho triste.

Que a torre grande da Igreja Metropolitana da mesma Cidade chamada o Micalete sem embargo da grande fortaleza da sua fabrica tremeo nove vezes, dando outros tantos golpes o badallo do sino mayor, cuja novidade consternou, e poz em grande perturbaçaõ a todo o povo.

O sino de bordo começou a tocar lentamente, Lord Grenley curvou-se, beijou-lhe a testa, e cerrou-lhe os olhos.

O sino de bordo começou a tocar.

Rugia a porca do sino,

O sino naõ badalava,

A grimpa se revirava, E o sino andáva a pino.

Soaram trindades em Santa Luzia, vibrou na alegria da madrugada esse toque de sino, impregnado ao pôr do sol pela melancholia da tarde;

Calças (pantalonas), calças de bôca de sino e calções (de alçapão, etc.) ceroulas, bragas.

Sino (Vigenel).

Se em França volvesse o sceptro á linha dos Bourbons pegavam provavelmente no novo boneco e faziam um sino, ou uma bombarda, ou um cavallo para Philippe Augusto, ou para Luiz XVIII.

Como o Sol pae das plantas, e da rosa, penhasco alcantillado e voz do sino, Vegetações, florestas, nuvens, ventos, e cellulas, raizes, pensamentos;

su puerto es capaz, no solo de naves que se puedan reducir á número, sino de selvas movibles de árboles que los de las naves forman: la hermosura de las mujeres admira y enamora, la bizarría de los hombres pasma, como ellos dicen; finalmente, esta es la tierra que da al cielo santo y copiosísimo tributo.»

Emfim, nos decidiamos a ficar por baixo das azinheiras, n'algum abrigo escavado da montanha, quando se ouviram badaladas de sino distinctamente.

mas que sino é aquelle?

Vi o rapaz benzer-se com um movimento brusco, e lentamente ir contando, que era o sino de Santa-Agatha, ruinaria maior que uma cidade, com quatro torres dominando as chapadas dos montes, e casarões aonde ninguem tinha ido desde que houvera fogo.

Era uma casa verdenta de paredes, com fendas ao través na abobada, pintada de frescos mais que barbarengos; e por um buraco de cima, passava a corda da sineta, que desde que se rachára o sino, servia para chamar á missa a freguezia.

Do sino do convento, o sino feiticeiro, Julgou ser a viola, inefavel, fantastica, Que estivesse a vibrar na torre do mosteiro.

Do sino do convento, o sino feiticeiro, Julgou ser a viola, inefavel, fantastica, Que estivesse a vibrar na torre do mosteiro.

ó Sino, que irrisão!

E emquanto o sino ria esses risos saudaveis

O sino das Monicas lançou um lindo repique...

De subito ouviu-se ao longe, ao longe, vibrar uma badalada no sino de S. Martinho de Alpedrinha.

N'isto o sino de S. Martinho deu a primeira badalada da meia-noite.

Ainda o passageiro não tivera tempo de repetir a pergunta, quando vibrou o espaço com as lentas pancadas da meia-noite, que soava muito ao longe, no sino de uma egreja situada á beira mar.

Parece que aquellas vibrações não eram produzidas pelo simples sino de uma egreja, mas que fôra o anjo das vinganças do Senhor quem fizera vibrar o bronze, e quem lhe dera aquella voz sobrenatural e pavorosa.

Reynos no pueda aver, ni aya Estudios de Grammatica, sino es en

renta de trecientos ducados, sino fuere como dicho es en la ciudad y villa, donde huviere Corrogimiento, o Tenencia: y se se fundáre no se poderá leer

; sino es que en el no aya otro;

Sómente ao longe, para os lados da cidade, badalava o sino d'uma egreja, compassado e lugubre.

Ao longe, n'alguma egreja remota, badalava um sino triste.

Estes campanarios, sem nenhum ornato, compunham-se de dois andares quadrados, dos quaes o superior tinha as quatro frentes com janellas geminadas ou com tres aberturas, servindo para sair o som do sino.

El-Rei e todolos outros mui tristes se volveram á cidade, que com repique do sino grande, e com dobradas vozes de «traição, traição», foi logo metida em temeroso alvoroço d'armas, e certamente consiradas bem as circumstancias de muitas cousas que n'aquella noite concorreram, ella geralmente a todos e em cada parte foi de grande temor e espanto;

X, intitulado Prospetto degli autori i quali dal medio evo sino

O sino do presbyterio.

Mas troa o sino!

Tangia o sagrado sino; E involto nos sons de um orgam, Do côro se ouvia o hymno.

Nem aos canticos do côro Nem do sino ao som se ageita.

Prestes o outro atalhou Que importa a bulha do côro, E se o sino badalou?

Deu signal o sino, ajuntaram-se as freiras acolytas, uma com a cruz, outras com velas, outra com a caldeirinha, e muitas cantando alternadamente os versos do psalmo Miserere mei Deus.

Rasga-lhe as mortalhas, antes que o coveiro as esconda, e o sino dobre por ellas.

Entramos em casa á hora em que o sino do Mosteiro annunciava a missa do dia.

Saudades tão tristes são, Lembra-me o sino ás Trindades,

Toca em terra o sino p'ra missa do dia

Depois fui á Polytechnica, e, como os empregados ainda não estavam a desci eu sózinho dentro do sino de mergulhador.8 h.Fui a Kew, e almocei com o dr. Hooker.

Expirou-me nos braços: ia o sol a fugir na curva dos espaços, á hora em que soluça o sino das trindades o Angelus sagrado envolto nas saudades que a terra balbucia, agradecendo ao céo a luz que lhe mandou na flacidez do véo crepuscular e dôce, oiro tecido em gaze, sem brilho de offuscar e sem calor que abraze.

Mas quando o Cura entrou parece que a minha alma torna o sino a repicar alegre despertou... Senti uma esperança illuminar-me o seio e dissipar-se então esse cruel receio!

O dia vae surgir, o sino da capella convida-nos á missa.

N'isto ouviu-se um toque de sino longinquo.

e quem hoje bem os quizer apreciar tem de ir n'um sabbado pernoitar ao campo, para amanhecer no domingo ao som do sino, que chama para a missa matinal.

um som repentino do sino de igreja; um cantico tristonho a deshoras perdidas da noite; um miserere solemne soltado debaixo das abobadas do templo; quem póde resistir á emoção, immediata e dorida que traspassa os membros do corpo, gela o sangue, sobe á mente, prostra o espirito, e arrasta a alma mais sceptica para cogitações philosophicas e reminiscencias merencorias?

Dizia elle: Se V. Ex.ª quer saber um negocio muito importante para a cauza da rainha com que V. Ex.ª corre, ache-se á noite no seu coche, , ás escadas do Loreto, de sorte que espere n'aquelle logar o sino da meia noute.

Os eucalyptos da alameda contigua ao adro eram encrespados pelo soprar, em pequenas lufadas, do vento do sul, e por sobre a aldeia repercutiam-se, com maior intensidade para o norte, as ondulações sonoras que partiam do sino que chamava os fieis para a missa da manhã.

Viva el-rei, nosso senhor!e o sino da capela do paço tocava a finados!

Êsse ennegrecimento de montes e arvoredos, casais claros fundindo-se na sombra, um toque dormente de sino que vinha pelas quebradas, o cochichar das águas entre relvas baixaseram para êle como iniciações.

Sino grande da igreja de San-Francisco de Paula, que o toque para se fecharem os estabelecimentos do Rio-de-Janeiro.

A peça de madeira, que segura o sino e que lhe fica sobreposta.

* Abertura larga, em fórma de sino, que alguns instrumentos músicos têm na extremidade opposta á embocadura.

Parte da tôrre, em que se suspende o sino.

Que tem fórma de sino.

Pequeno vaso, em fórma de sino.

Que tem fórma de sino.

Cada um dos toques, com que o sino da igreja chama os fiéis á missa:

o sino deu a segunda entrada.

Voz imitativa do sino, da campaínha ou do choque de dinheiro em metal.

* *Telintar*, v. i. Fazer telim; soar, como o sino, campaínha ou dinheiro.

Voz imitativa do sino, da campaínha ou do choque de dinheiro em metal.

Que horriveis horas aquelle sino marcou na minha vida, ó Filippe!

Foi talvez o nevoeiro, ou foi aquelle sino tão afflicto, ou talvez do sacrista, que fez com que me apeasse da diligencia, levando oppresso o coração.

E quando Amaro tomára conta da parochia, o côxo valera-se da influencia da S. Joanneira e d'Amelia para conservar, como elle dizia, a corda do sino.

Então na alma dêste trapo humano o remorso dobrou como um mau sino,

Faltava baptisar o sino e consagrar a capella.

A vibração argentina do sino, ondulando na calada da noite, fazia escoar-se pelo corpo um estremecimento gelido, como o pingo de agua que se infiltra das stalactites e cae, de quando em quando, no pavimento petrificado de uma gruta escura e sem fim.

Dest'arte o sino apregoador da morte

«na noute da vespera de janeiro e dos Reis, andarão cantando e tangendo pelas ruas, sem se temerem da justiça, por serem noites privilegiadas em que não correm o sino.

Estás n'um sino, Leotte!

Pues que premio (me direis) Esperas que será bueno? Sabed, sino lo sabeis

No hago sino temblar,

Empero yo nunca sigo, Sino

Quantos dias ha que nos olhos lhe vejo marejar esse amor? porque o fechar de janellas que essa mulher me faz, e outros enojos que dizer poderia, no son sino corredores del amor, e a cilada em que ella quer que eu caia.

O sino toca a finados, ninguem ouve o som a finados.

«O sino da ermida começa a tocar...

O sino da ermida cessou de tocar...

diz-se que até o sino, apesar do campanario ser alto, desapparecêra!

25), ou então o papel exclusivamente decorativo do admiravel pelicano de bronze da de Vizeu, inicialmente estante de côro, e durante muito tempo adaptado, depois de mutilado, a uma torre da cathedral, por cima do sino do relogio!

Gostou de ver a varanda, a senzala antiga, a cisterna, a plantação, o sino.

como as horas do officio são sempre as mesmas, o sino commum chama na mesma occasião para os dous serviços.